Inscrição Prouni

Inscrição Prouni 2014 Como Fazer

Inscrições ProUni 2014: Criado pelo Governo Federal e gerenciado pelo Ministério da Educação (MEC), o Programa Universidade para Todos (ProUni) existe desde 2004 e, até hoje, já beneficiou mais de 1,2 milhões de estudantes com bolsas de estudo superior em instituições privadas de todo o país.

As bolsas oferecidas pelo ProUni 2014 são integrais e parciais, de 100 e 50% dos valores do curso, respectivamente. As integrais são destinadas a estudantes membros de famílias que possuem renda mensal de até um salário mínimo e meio por pessoa. Por sua vez, as bolsas parciais são oferecidas a estudantes com renda familiar mensal de até três salários mínimos por pessoa.

Inscrição ProUni 2014: como e onde fazer?

As inscrições para o ProUni 2014 devem ser feitas exclusivamente no portal do MEC http://prouniportal.mec.gov.br/. Durante o registro, o estudante precisa informar o número de inscrição e a senha do Enem 2013. Não é cobrado nenhum valor correspondente à taxa.

Ao se inscrever no ProUni 2014, o participante pode selecionar até dois cursos diferentes, indicando a preferência. Para cada escolha deve ser indicado o tipo de bolsa (integral ou parcial) e a modalidade de concorrência. Há reserva de vagas aos candidatos que se autodeclaram indígenas, pardos ou pretos. Durante o período de inscrições do ProUni 2014, o participante tem o direito de alterar as escolhas quantas vezes achar necessário.

Existem alguns outros requisitos do ProUni 2014 que devem ser obedecidos. O primeiro deles é a participação no Enem 2013 – Exame Nacional do Ensino Médio. Para se inscrever no Programa, o candidato precisa de nota média superior a 450 pontos nas provas e superior a zero na redação. Também é necessário ter cursado o ensino médio em escola pública ou, se for o caso, como bolsista integral em escola particular. Este último requisito não se aplica aos candidatos com deficiência.

Professores da rede pública de ensino também podem participar do processo seletivo, desde que estejam em pleno exercício da função e concorrendo a bolsas em cursos de licenciatura, normal superior e pedagogia. Neste caso, não é exigida a comprovação de renda.

Quem for contemplado com uma bolsa parcial ainda pode recorrer a outro programa do Governo Federal, o Fies (Fundo de Financiamento Estudantil), que financia todos os custos durante o curso. A amortização da dívida é feita em parcelas mensais que só começam 18 meses após a conclusão do curso.

GD Star Rating
loading...